Lucifer: Veja o novo trailer da série derivada dos quadrinhos da Vertigo

Lucifer: Veja o novo trailer da série derivada dos quadrinhos da Vertigo

 

A série “Lucifer” ganhou novos trailers, um deles disponibilizado para o serviço de streaming Amazon Prime, que irá exibir a atração no Reino Unido. As prévias se concentram em cenas do episódio piloto, demonstrando o humor negro do protagonista, interpretado por Tom Ellis (série “The Fades”), sua motivação para ajudar a polícia de Los Angeles e a contrariedade de sua ajudante, a diabinha Maze (Lesley-Ann Brandt, da série “Spartacus”).

Apesar de inspirada nos quadrinhos homônimos da Vertigo (divisão adulta da DC Comics), a série pouco tem a ver com a história atordoante escrita por Mike Carey ao longo de 75 edições. Para começar, nem sequer Mazikeen (nome original da personagem rebatizada como Maze) foi preservada – além de ter a raça alterada, o rosto deformado dos quadrinhos deu lugar a uma cara limpa e bonita. Mas isto acaba sendo apenas um detalhe diante da maior de todas as mudanças. Em vez da trama controversa, a série vai mostrar o anjo caído ajudando a polícia a resolver crimes.

O elenco também inclui Lauren German (série “Chicago Fire”) e Nicholas Gonzalez (série “Sleepy Hollow”) como policiais e D.B. Woodside (séries “Buffy” e “24 Horas”) como o anjo Amenadiel, enviado para persuadir Lúcifer a retornar ao inferno.

O projeto foi desenvolvido pelo roteirista e produtor Tom Kapinos (criador da série “Californication”), mas durante as negociações com a Fox ganhou a adesão de dois pesos pesados, o cineasta Len Weiseman (diretor de “Anjos da Noite” e co-criador de “Sleepy Hollow”) e o produtor Jerry Brukheimer (“Piratas do Caribe” e “CSI”). Weiseman dirige o piloto, como fez com “Sleepy Hollow”.

A atração só vai estrear na midseason, durante o verão americano (provavelmente em janeiro) na rede Fox.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna