Filme sobre Mussum ganha autorização da Ancine para captar R$ 10 milhões em patrocínios

 

A Ancine (Agência Nacional do Cinema) autorizou a captação de R$ 10 milhões em patrocínios incentivados para a produção de “Mussum, o Filmis”, cinebiografia do ator e cantor Antônio Carlos Bernardes Gomes, o eterno Mussum dos Trapalhões.

Produção da Camisa Listrada, o longa foi escrito por Paulo Cursino, um dos responsáveis pela safra de comédias de humor apelativo que assola o cinema nacional. São dele os roteiros das franquias blockbuster “De Pernas pro Ar” (2010) e “Até que a Sorte nos Separe” (2012), além dos fracassos “O Diário de Tati” (2012), “Odeio o Dia dos Namorados” (2013) , “O Candidato Honesto” (2014) e “Qualquer Gato Vira-Lata 2” (2015).

O filme vai adaptar o livro “Mussum Forévis: Samba, Mé e Trapalhões”, de Juliano Barreto, e trará o ator Aílton Graça (novela “Avenida Brasil”) no papel de Mussum.

As filmagens devem começar apenas no segundo semestre de 2016, após o final da captação de recursos.

Comente

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna